Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página Inicial > Notícias > Aluna é aprovada em programa de mestrado da UnB
Início do conteúdo da página Notícias

Aluna é aprovada em programa de mestrado da UnB

Licenciada em Física, Tainá Oliveira tem planos de dedicar-se às pesquisas na área de Cosmologia na pós-graduação
  • Augusto do Nascimento
  • publicado 02/02/2018 10h03
  • última modificação 02/02/2018 10h06

Tainá Oliveira pesquisou diferentes ramos da Física, e pretende seguir na Cosmologia

“Com certeza, o IFMA tem contribuído fortemente para meu crescimento acadêmico e profissional”. A declaração é de Tainá de Sousa Oliveira, licenciada em Física pelo Campus São João dos Patos, e aprovada para o período 2018.1 no programa de Mestrado Acadêmico em Física pela Universidade de Brasília (UnB), uma das mais conceituadas do país. Com uma trajetória marcada pelo sucesso, Tainá Oliveira revela que foi no Instituto Federal do Maranhão onde descobriu a afinidade por esse campo de estudo e amadureceu enquanto cientista. Na nova fase acadêmica, ela pretende dedicar-se às pesquisas na área da Cosmologia, ramo da ciência que trata da origem, evolução e composição do universo.

Aos 21 anos, Tainá Oliveira explica que despertou o interesse pela Cosmologia durante a graduação, ao desenvolver artigos científicos com um viés de pesquisa voltado pela área. Outro fator que contribuiu foi a participação no Encontro Nacional de Astronomia (2016), em João Pessoa (PB). No evento, ela teve a oportunidade de conhecer um planetário, além de participar de palestras e outras atividades voltadas para a Cosmologia. Tainá Oliveira diz ter ficado encantada pela linha de pesquisa, que possibilitava o entendimento sobre a formação do universo e toda a sua expansão, e ressaltou o suporte que espera encontrar na UnB a partir de março, quando inicia o programa de mestrado.

Durante sua formação no curso de Licenciatura Plena em Física, no Campus São João dos Patos, Tainá Oliveira procurou estar sempre envolvida em escrever artigos científicos, além de apresentar e publicar os trabalhos em eventos científicos por todo país. Ela disse que sempre teve suporte do IFMA tanto para desenvolver pesquisa quanto para participar de eventos com o fim de divulgar os trabalhos. Já tendo feito investigações em áreas como a Física experimental e o ensino da disciplina, a pesquisadora admite uma maior identificação com o campo da Física pura. Tainá Oliveira informou que desde a seleção para o mestrado vem contando com o apoio de Kleuton Antunes Lopes Lima, que trabalhou como professor substituto no Campus São João dos Patos e atualmente está no programa de doutorado da UnB.

Na monografia para a conclusão da licenciatura, Tainá Oliveira pesquisou, como bolsista de iniciação científica (PIBIC Superior), o uso do arduíno – placa microcontroladora que permite a automação de projetos eletrônicos e robóticos – para adquirir dados experimentais com eletricidade no laboratório de Física. Orientado por Samuel Pinheiro Gonçalves, engenheiro mecânico industrial e professor efetivo do Campus São João dos Patos, o trabalho da estudante foi premiado em segundo lugar na modalidade apresentação oral do último Seminário de Iniciação Científica (SEMIC), ocorrido em dezembro na cidade de Imperatriz.

“Desde então já estou bastante ansiosa para essa nova fase acadêmica”, declarou Tainá Oliveira, entusiasmada com as perspectivas da pós-graduação. Ela afirmou sentir orgulho de ter feito parte do IFMA, por ter encontrado um leque de oportunidades que não conhecera antes do ingresso na instituição. A licenciada destacou ainda a contribuição dos professores para a sua formação, que a apoiaram e incentivaram a seguir além do curso superior. “Com certeza tem um pouquinho de cada um deles em minhas conquistas”, concluiu.

No Universo IFMA, em dezembro, estudante conquistou 2° lugar com pesquisa sobre o arduíno

Para o diretor-geral do Campus São João dos Patos, Elissandro Tavares, a aprovação de Tainá Oliveira na seleção de mestrado da UnB representa a consolidação de um trabalho conjunto, resultante do esforço de professores, alunos e técnicos. “Na instituição, os alunos conhecem e passam a se interessar pela progressão na vida acadêmica a partir da realização de pesquisas vinculadas ao PIBIC e parcerias com outras instituições”, considerou o gestor. À frente da Diretoria de Desenvolvimento ao Ensino (DDE) do campus, Ana Paula Brito Sousa enumera diversos aspectos que contaram para o resultado da ex-aluna: admissão de docentes mestres e doutores em concursos do IFMA; incentivo da instituição para os professores se qualificarem em nível de pós-graduação; fomento às atividades de iniciação científica; e o acesso do corpo discente ao mundo da ciência por meio de projetos de pesquisa. “Tudo isso, em conjunto, tem viabilizado o intercâmbio para a troca de experiências e exercido influência direta no desempenho e motivação dos alunos”, disse a diretora, sem deixar de atribuir à força de vontade de Tainá Oliveira o fator mais importante para o seu sucesso acadêmico.

Fim do conteúdo da página