Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Assistência Estudantil
Início do conteúdo da página

Assistência Estudantil

publicado 04/05/2015 18h19 | última modificação 18/12/2019 10h32

A Coordenadoria de Assistência Estudantil (CAE) tem como objetivo assegurar os direitos dos alunos do Campus São João dos Patos, além de acompanhá-los integralmente nas questões sociais, de saúde e psicológicas, visando à permanência na escola e a conclusão do curso com qualidade.

Composto por uma equipe multiprofissional, a CAE se norteia pela política de assistência ao educando do IFMA. Atualmente, o setor é chefiado pelo Psicólogo Aluízio José Gonçalves de Sousa, com apoio dos servidores Nilma Silva Rego (assistente social), Flávia Ferreira Costa (enfermeira) e Sonayra Costa da Silva (técnico em enfermagem), Felipe Gomes Carreiro Neiva (Médico) e Ravena Brito Marques (Odontóloga).

Nesse setor são desenvolvidos todos os programas e projetos da área social. As principais ações da coordenadoria envolvem o atendimento individual e familiar dos estudantes, inclusive com a elaboração do perfil socioeconômico e visitas domiciliares. Através de palestras e campanhas educativas, a CAE promove também um programa de orientação vocacional, além de atividades de promoção da saúde e prevenção de doenças, com encaminhamento do público atendido à rede socioassistencial.

Dentre os programas da assistência estudantil, a CAE oferece apoio à participação estudantil em eventos científicos e ligados à sua vida acadêmica, bem como auxílio para despesas com alimentação, moradia e transporte. Os estudantes também são beneficiados com a concessão de bolsas de estudos, auxílio transporte, auxílio moradia e monitoria, e é oferecido um auxílio específico para alunos participantes do Programa Nacional de Integração da Educação Profissional com a Educação Básica na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos (PROEJA) e do Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (PARFOR).

Fim do conteúdo da página